Ruptura de Implantes Mamários e deflação

Os Implantes mamários Provavelmente não têm como duração toda a vida , existem prazos , conheça-os .

A ruptura ou deflação dos implantes mamários está entre as cinco principais razões de as mulheres poderem necessitar de uma cirurgia secundária (revisão da cirurgia da mama) após o aumento da mama. A ruptura de um implante pode acontecer por varias razões, mas muitas das vezes é só uma questão da parte exterior do implante enfraquecer com a idade.

foto de protese de seios

Os implantes mamários não são um acessorio para o resto da vida, razão pela qual as garantias de duraração de um implante serem de apenas 10 anos. Em média, os implantes mamários tem uma duração de 10 a 20 anos. Embora seja concebível que até já tenham em alguns casos ultrapassado este prazo ( em algumas mulheres), mas, são casos pouco prováveis.

Uma Ruptura precoce pode acontecer por razões desconhecidas, ou então pode acontecer devido a uma série de factores contributivos. Estes fatores incluem os danos causados pelo proprio cirúrgião durante a cirurgia, uma excessiva quantidade de solução salina inserida no implante , a colocação da incisão umbilical , uma contratura capsular, algum trauma físico, uma capsulotomia fechada, ou até mesmo durante uma compressão excessiva durante uma mamografia.

As fugas nestes implantes podem acontecer em proteses de silicone ou de solução salina, quando há uma interrupção no reservatorio do implante . Este Vazamento pode também ocorrer em implantes através de uma solução salina não seladas ou danificadas na válvula. (Os implantes mamários salinos são inseridos no corpo ,vazios, em seguida, são preenchidos com a solução salina através de uma válvula sobre o implante, uma vez no lugar ,dentro do corpo do paciente. Já os Implantes de silicone não tem qualquer válvula para preencher, uma vez que estes já são pré-preenchidos com silicone no processo de fabrico.)

 

Como faço para saber se o meu Implante Mamário têm uma ruptura ?

A palavra “Deflação” nestes casos refere-se a uma súbita perda de volume de um implante. Nos implante cheios com uma solução salina a deflação pode ocorrer subitamente ou pode ir acontecendo muito lentamente, durante um período de dias. O resultado é visível, por uma significativa perda de tamanho ou forma da mama.

Por outro lado, nem todas as rupturas de implantes têm como resultado a deflação. Os implantes de silicone são preenchidos com gel , um material que não vaza da mesma forma que o líquido de solução salina . As Rupturas de implantes de silicone podem resultar em uma ligeira perda de volume ao longo do tempo. No entanto, o gel de silicone também é capaz de permanecer principalmente dentro da cápsula de tecido cicatricial que se formou ao redor do implante. Por isso, uma ruptura no caso de silicone é geralmente não detectável por o paciente sem a ajuda de uma ressonância magnética.

Hoje em dia os implantes de silicone tem um revestimento “casca ” muito espessa no exterior e uma maior quantidade de material de enchimento. Portanto, eles podem durar um pouco mais do que implantes salinos. A desvantagem é que muitas das vezes existem rupturas, o que significa que o silicone poderá vazar e migrar directamente para dentro do organismo. Por esta razão, muitos médicos recomendam fazer uma ressonância magnética 3 anos após a sua cirurgia e, em seguida, uma outra ressonância magnética a cada 2 anos, para tentar detectar a presença de eventuais fugas para o organismo.

 

Sobre os Implantes “Gummi-Urso” :

 Embora estes ainda não tenham sido aprovados pela FDA, para a utilização dos consumidores, o gel coesivo (Gummi-urso) é um implante bastante discutido pela imprensa Americana . Pensa-se que o  implante pode atender algumas preocupações de ruptura, uma vez que o no seu enchimento o material utilizado é de uma consistência muito espessa e completamente coerente (o que significa que, mesmo quando o implante é reduzido para metade, o gel permanece no lugar e não vai migrar para outras partes do corpo). Esses implantes ainda estão em análise pela FDA-Inamed Mentor e as suas corporações.

 

Como Posso Minimizar o risco de ruptura das minhas proteses mamárias ?

A verdade é que às vezes não há nada que você possa fazer. No entanto, evitando fazer certas ações pode reduzir em muito todo o seu risco.

Antes da Cirurgia: Fale com o seu Dr cirurgião sobre o seu plano cirúrgico e as Práticas que aumentam o risco . Alguns médicos acreditam que até mesmo a colocação do implante sub-muscular (sobre o músculo peitoral em oposição ao longo do músculo) oferece uma certa medida de proteção para o seu implante.

Após a cirurgia: Evite o contato com desportos ou outras actividades fisicas que exercem um alto risco de trauma físico na area do seu peito . Se você fizer uma mamografia, não se esqueça de informar o seu medico antes , de que você tem implantes, e se são de solução salina ou de silicone. Faça uma ressonância magnética a cada 2 a 3 anos se você usa implantes de silicone. Lembre-se que se desenvolver uma contratura capsular, fazer uma capsulotomia fechada não é o método recomendado para resolver o problema.